top of page

Frio - Potássio #09




O sol se esconde por volta das seis da tarde por esses tempos, o frio é só algo passageiro, é o que dizem por aí! Procurei por olhares quentes, sorrisos que transpassam algo além do rosto e abraços quentes como o sol, mas tudo se escondeu junto ao sol.


Agora, as horas com toda certeza se parecem com as tardes, que o sol se põe e tudo fica mais frio, mais denso, mais melancólico.


O corpo trepida cada vez que o vento sopra e a hipotermia talvez seja a minha mais nova amiga. Não quero inimizade com as sensações corporais, espero que elas me conheçam e que daqui pra frente entendamos um ao outro.


Quando acostumamos com o frio rotineiro, sentimos menos, quase nada dos impactos reais causados pelo caos derradeiro que persegue os que não querem se acostumar. Talvez a resiliência algumas horas não seja a pior coisa que se tem escondida por aí. Talvez seja o sol!


Já parou pra reparar que todos os dias temos que entender o que se passa pelo nosso universo mental e que esse processo certamente não é um dos mais fáceis. Tudo dói, as vezes se congela e eu que por muito tempo quis ser como o sol, me escondi só pra saber se o frio também abraça tudo ao redor. Abraçou e eu que sempre amei o sol, entendi o frio e quis um pouco mais de vida.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti

Valutazione 0 stelle su 5.
Non ci sono ancora valutazioni

Aggiungi una valutazione
bottom of page