top of page

Xícara de Caos - Potássio #4




Entendi que tudo na vida está fora da realidade. Nem tudo que se escuta, deve ser levado a sério. Acho que nem quando se aposta tudo o que se tem tem, pode-se acreditar na realidade.


É que o mundo mudou e continua o mesmo, as coisas são contínuas e nada é relevante. Basta observar.


As moléculas se expandem no calor, mas no frio encolhem e tudo fica mais difícil de mover. Desse jeito, geramos um empuxo maior pra que as coisas movam. Minha porta é o exemplo.


Certamente, aprendi abrir a porta de casa com uma facilidade maior que as demais pessoas. Me acostumei com o frio rotineiro que se faz por aí até mesmo no verão e entendi como as moléculas se movimentam de acordo com a temperatura.


Entendi que se faz mais sentido fingir que nada aconteceu. Esquecer das coisas que se lembra deve ser desvio da mente pra se evitar a realidade.


De tempos em tempos eu me choco com o entendimento e ele me diz que daqui pra frente é melhor não depositar suas moedas na máquina da garra. As incertezas do que se vai ter realmente podem perturbar. Uma xícara de caos.


Até comprei açúcar branco mesmo falando que café só com açúcar mascavo ou rapadura. Nem sempre é fácil manter aquilo que se fala. Mas ainda nem fiz café.


Daqui a pouco são duas, talvez não passe das três essa ideia de querer ficar sozinho. Eu que nem tomei café, já fui tantas vezes no chá, fiz almoço e rodei meu universo mental... ... Fiquei preso por lá.


Daqui pra frente, tudo que se escuta se guarda. Vamos entender o que se passa por aqui.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page